Projeto de vitrine para Hermès São Paulo. A cena apresenta uma escada que sai de uma mala, fazendo referência à busca pelo desconhecido e à tentativa de chegar a lugares mais distantes. A longa escada em espiral leva a um planetóide, aludindo às maiores aventuras e conquistas humanas e aos lugares mais incríveis que já alcançados. Junto com a escada, saem da mala os produtos da marca, que dialogam com a narrativa do viajante.

Pequenas figuras de viajantes e exploradores sobem a longa escada, enquanto outros se aproximam do caminho. Há um jogo de escala, em que os únicos objetos em tamanho real são os produtos que assumem o papel de objetos imaginários, enfatizando o caráter onírico do evento. A cena surrealista se localiza em um cenário desértico, em referência às novas terras e cercada por um amplo horizonte.

Data
2021
Materiais
Variados
Tipologia
Cenografia (vitrine)